Modelos OSI e TCP/IP

Com o demasiado avanço tecnológico nas últimas décadas, os mecanismos utilizados que são responsáveis pela comunicação em rede e por protegê-la têm que acompanhar sempre esse avanço. Neste post, os modelos de de referência OSI e TCP/IP serão explicados, levando em conta como foi criado, suas utilidades, etc.

OSI (International Organization for Standardization): É considerado o modelo fundamental para comunicações em rede, mesmo com concorrentes no mercado, tendo boa parte dos fabricantes de redes relacionando seus produtos atuais a este modelo, considerando-o a melhor ferramenta disponível para ensinar pessoas a enviar e receber dados por meio de uma rede.

O modelo possui uma divisão em sete camadas, que serão postas mais adiante no post, onde cada uma tem seu próprio papel a executar na rede. Essa separação é chamada de divisão em camadas. Segundo o Blog do Profº Walter Cunha, existem algumas vantagens de dividir as tarefas na rede, sendo elas:

  1. Decompõe as comunicações de rede em partes menores e mais simples.
  2. Padroniza os componentes de rede, permitindo o desenvolvimento e o suporte por parte de vários fabricantes.
  3. Possibilita a comunicação entre tipos diferentes de hardware e de software de rede.
  4. Evita que as modificações em uma camada afetem as outras, possibilitando maior rapidez no seu desenvolvimento.
  5. Decompõe as comunicações de rede em partes menores, facilitando sua aprendizagem e compreensão.

Esse modelo é dividido em sete, sendo cada parte representada por sua própria camada.

Resultado de imagem para osi e tcp/ip

 

TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol): Possui importância histórica, pois permitiu que vários outros setores se desenvolvessem, sendo alguns deles: industrias telefônicas, energia elétrica, estradas de ferro, etc. Foi desenvolvido pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos da America, com o intuito de ser uma rede que possa sobreviver em condições “extremamente extremas”, um bom exemplo que vários sites dão é uma guerra nuclear.

Diferente do modelo OSI, este conta apenas com 4 camadas, presentes na imagem a seguir:

Resultado de imagem para tcp/ip camadas

Pode-se notar que: o número de camadas caiu de sete para três e que alguns nomes são iguais, mas cada qual tem sua função característica, que, se confundida, pode causar erros.

 

Semelhanças entre os dois modelos:

  1. Ambos são divididos em camadas.
  2. Ambos são divididos em camadas de transporte e de rede equivalentes.
  3. A tecnologia de comutação de pacotes (e não de comutação de circuitos) é presumida por ambos.
  4. Os profissionais de rede precisam conhecer ambos os modelos.

Diferenças entre os dois modelos:

  1. O TCP/IP combina as camadas de apresentação e de sessão dentro da sua camada de aplicação.
  2. O TCP/IP combina as camadas física e de acesso à rede do modelo OSI numa única camada.
  3. O TCP/IP parece ser mais simples por ter menos camadas.
  4. A camada de transporte do TCP/IP, que utiliza o UDP, nem sempre garante a entrega confiável dos pacotes, ao contrário da camada de transporte do modelo OSI.

 

Referências:

Blog do Profº Walter Cunha

Eureka-Sys Moodle

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s